Como a alimentação pode ajudar no tratamento da depressão

Nesta semana estamos falando sobre Depressão na Semana da Saúde dos Florais Joel Aleixo. A Depressão foi escolhida como tema do ano de 2017 pela OMS – Organização Mundial da Saúde e hoje vamos falar sobre como a alimentação pode ajudar no tratamento da depressão e alguns alimentos que devem ser incluídos na alimentação de quem está diagnosticado com essa doença.

Melancia, abacate, mamão, banana, tangerina e limão são conhecidos como agentes do bom humor. “Todas estas frutas são ricas em triptofano, aminoácido que ajuda na produção de serotonina”. É recomendado o consumo de três a cinco porções de frutas todos os dias.

Um outro alimento que estimula a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar é o mel. Para usufruir dos benefícios, duas colheres de sobremesa, ao dia, são suficientes.

Os alimentos que devem ser consumidos para combater a depressão são ricos nos seguintes nutrientes:

  • Triptofano e ômega-3: carne, peixe, frutos do mar, ovo, castanha, amendoim, ervilha, abacate, couve-flor, banana, grão-de-bico e abacate;
  • Cálcio: leite e derivados, de preferência desnatados;
  • Magnésio: chocolate, castanhas, amêndoas, sementes de abóbora, arroz integral, gérmen de trigo, aveia, abacate e banana;
  • Vitaminas do complexo B: espinafre, couve manteiga, leite e derivados, fígado, frango, ameixa e melancia;
  • Vitamina C: acerola, goiaba, abacaxi, laranja, limão, tangerina, amora, framboesa.

Para obter resultados na melhora do humor, esses alimentos devem ser consumidos diariamente em todas refeições, sendo importantes também para perder peso e melhorar o trânsito intestinal.

Breakfast meal

Alimentos que pioram a depressão:
Além de aumentar o consumo de alimentos que estimulam a produção dos hormônios do bem estar, também é importante evitar alimentos que aumentam as oscilações de humor, como as bebidas alcoólicas, comidas de fast food, refrigerantes e alimentos ricos em gorduras e açúcares, como frituras, doces e sobremesas.

Esses alimentos provocam alterações bruscas no nível de açúcar no sangue, levando a mudanças na produção de hormônios no corpo e ao aumento do peso, fatores que aumentam as chances de ter e de piorar a depressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *